CENTROS DE MEMÓRIA: UMA TENTATIVA DE EFETIVAÇÃO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NAS ESCOLAS PÚBLICAS DO PARANÁ

Felippe Estevam Jaques

Resumo


O objetivo do presente estudo preliminar é analisar a tentativa de implementação dos chamados Centros de Memória proposta pela Secretaria Estadual de Educação do Paraná (SEED/PR) em 2017, a partir das atividades desenvolvidas pelo Museu Escolar Paranaense (MEP). Essa iniciativa buscou mobilizar a equipe diretiva e pedagógica para que criassem grupos de trabalho (GT) com professores e demais membros da comunidade escolar com o intuito de fazerem uma varredura em seus almoxarifados, depósitos ou outros lugares dentro da escola que pudessem conter objetos que formassem o patrimônio material. Além disso, também organizar estratégias para resguardar saberes e fazeres de ex-alunos, ex-professores e ex-funcionário a partir da coleta de depoimentos e outros meios que auxiliem na preservação do chamado patrimônio imaterial. Apesar de ter havido um esforço no sentido da organização burocrática por parte da SEED/PR como a produção de documentos norteadores, orientações e a necessidade de constar o referido projeto nos documentos oficiais escolares (Projeto Político Pedagógico e Proposta Pedagógica Curricular), não houve a efetiva realização dos Centros de Memória nas instituições de ensino. Nossa proposta é olhar, a partir do viés da educação patrimonial, as possíveis razões desse não efetivação do projeto.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v28i2.8096