A INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA NA LITERATURA: UM NOVO CONTEXTO NAS PRÁTICAS DE LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE DA LITERATURA

João Carlos Dias Furtado Dias Furtado

Resumo


O presente artigo aborda a influência que a tecnologia acarreta as práticas de leitura literária, na produção do mercado editorial e na crítica literária. O objetivo é compreender a influência que a tecnologia tem na formação do leitor literário do século XXI, analisando as transformações do mercado cultural, as novas produções literárias digitais e as novas formas de crítica literária. Para desenvolver esta pesquisa foi utilizada a metodologia de revisão bibliográfica, atentando para os principais autores que discutem a temática proposta como: Antonio Candido, Pierre Lévy, Seymour Papert, José Armando Valente, Fernando José Almeida, Jorge Luiz Antonio, Henry Jenkins, Astrid Ensslin, Katherine N. Hayles e outros importantes autores que discutem a influência da tecnologia na cultura do século XXI.  Os resultados apontam um novo panorama tecnológico que impactou social, cultural, literária e, mercadologicamente, pois as transformações tecnológicas apresentaram um contexto digital que mudou hábitos de consumo, produção, leitura e crítica literária. A produção literária, o leitor e o crítico estão se acomodando a um universo em constante transformação, pois a tecnologia se modifica regularmente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v29i1.8123

Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR