A Teoria da Transposição Didática e o Processo e Didatização dos Conteúdos Matemáticos

Neila Tonin Agranionih

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o processo de didatização dos conteúdos matemáticos, na perspectiva da Teoria da Transposição Didática, proposta por Chevallard (1995), na tentativa de apontar caminhos para um processo de ensino da disciplina efetivamente comprometido com o aprender do aluno. Para tal, revisa os conceitos básicos dessa teoria, tais como os processos de transposição didática stricto sensu e lato sensu, a noosfera, as práticas sociais de referência e os valores percorrendo, teoricamente, o caminho seguido pelo conhecimento matemático, desde que produzido na academia (savoir savan) até tornar-se saber ensinando nas instituições escolares.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/educere.v1i1.2001.812