RETALHO DE AVANÇO PARA CORREÇÃO DE HEMANGIOSSARCOMA EM REGIÃO PENIANA DE CÃO: RELATO DE CASO

Rodrigo Gomes de Souza, Siham Kassab, Rogério Magno do Vale Barroso, Rômulo Silva de Oliveira, Venício de Andrade Simplício

Resumo


O uso de técnicas de cirurgia reconstrutiva é de grande importância quando há perda de uma ampla quantidade de tecido cutâneo. O objetivo deste trabalho é relatar a utilização da técnica de retalho de avanço pediculado em decorrência de extensa ausência de tecido cutâneo resultante da exérese de neoplasia na região peniana de um cão. O presente estudo relata o caso de um cão da raça American Pitbull Terrier, macho castrado, com sete anos de idade, com histórico de neoplasia e aumento de nódulo na região peniana. Após avaliação clínica do animal, achou-se por bem o tratamento por meio da remoção cirúrgica do neoplasma. Durante o procedimento cirúrgico constatou-se que seria necessário o emprego de um retalho de avanço pediculado para fechamento da ferida ocasionada pela remoção da neoplasia. Para diminuir a tensão e os riscos de complicações no retalho, foi realizada uma “walking suture” no subcutâneo, técnicas essas que garantiram uma cicatrização com aspecto estético e funcional satisfatório com o mínimo de tensão.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v23i2cont.2020.7962