Equilíbrio Tóraco-Abdominal: Ação Integrada À Respiração E À Postura

Alessandra Telles Benatti

Resumo


Ao adquirir a posição bípede, os músculos flexores do tronco perderam a sua potência, não tendo mais ação sobre o arco raquídeo, com conseqüentes problemas funcionais e posturais. Em virtude das novas características anatômicas e fisiológicas adotadas, em eventuais situações críticas na vida dos indivíduos, é essa musculatura que sede primeiro. Concomitantemente, embora não esteja inclusa em cadeia muscular postural, a parede ântero-lateral do abdômen constitui o principal elo de inter-relação funcional entre as cadeias musculares. Estas, pela ação integrada dos músculos que as constituem, são responsáveis pela manutenção do alinhamento postural (tendo como moduladora a parede abdominal), determinando no conjunto a posição do segmento. Dessa forma, o complexo tórax-abdômen, constituído por músculos e suas inervações, caixa torácica, pulmões, fáscias e pele, despertou o interesse para esse trabalho. Portanto, esse estudo trata de uma revisão bibliográfica a respeito da anátomo-fisiologia, e biomecânica dos músculos e demais elementos implicados nesse sistema, suas inter-relações e implicações posturais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v5i1.2001.1110