ANÁLISE DO COMPORTAMENTO E A FELICIDADE: CONTRIBUIÇÕES DA TERAPIA DE ACEITAÇÃO E COMPROMISSO PARA O MANEJO CLÍNICO DO COMPORTAMENTO PRIVADO

Gabriela Ferreira Esma Lopes, Carolina Silva Wendland, Cynthia Carvalho Jorge

Resumo


O objetivo deste estudo é compreender o conceito de felicidade para a Análise do Comportamento e apresentar intervenções da Terapia de Aceitação e Compromisso que auxiliem a aumentar os níveis de flexibilidade psicológica, de forma a impactar no sentimento de felicidade do indivíduo. Método: O estudo partiu de revisões bibliográficas, apurando-se dados de artigos, livros e revistas da área. Resultados: O trabalho revelou que a Terapia de Aceitação e Compromisso se mostra eficaz no manejo dos comportamentos privados aversivos por entendê-los como parte da condição humana e que, por isso, estes não devem ser controlados e nem mesmo rejeitados. Conclusão: A felicidade na perspectiva Analítico-Comportamental dependerá da forma como o sujeito responde a relação de eventos internos e externos que o cercam. A Terapia de Aceitação e Compromisso surge para auxiliar nesse processo, uma vez que suas intervenções enfatizam o desenvolvimento da aceitação dos estados internos, o aumento da flexibilidade psicológica, e gera propostas terapêuticas para que o sujeito identifique e execute ações compromissadas com seus valores pessoais. A partir disso, o indivíduo passa a apresentar maior repertório para lidar com eventos aversivos, e passa a ter mais condições para desenvolver uma vida satisfatória e feliz.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akropolis.v29i1.7915

Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR