O Desenvolvimento das Relações Trabalhistas e a Nova Configuração do Trabalho na era Pós-Industrial e as Tendencias para as Próximas Décadas

Odacir Miguel Taliapietra, Marcio Nakayama Miura

Resumo


Os avanços tecnológicos estão cada vez mais impulsionando mudanças nas organizações do trabalho e, conseqüentemente, alterando o modo de vida de pessoas e comunidades. A maneira em que o trabalho foi realizado, no decorrer das história, pode ser divida em três períodos: artesanal e agrícola; revolução industrial, era pós-industrial também denominada era da informação. Com as descobertas de novas tecnologias voltadas para os sistemas de informação, o processo de trabalho começa a diferenciar-se completamente de todas as formas até então apresentadas. Com os computadores ligados à Internet melhorias nos sistemas de comunicação surgem as organizações virtuais. O conceito de corporação virtual surge da possibilidade de os funcionários não necessitarem estar fisicamente presente nas instalações da empresa trabalhando; podendo fazê-lo em suas próprias residências ou serem “funcionários móveis”. Com o teletrabalho, as distâncias são quase que eliminadas, permitindo, com isso, agilidade na realização das atividades e com custos cada vez mais decrescentes. O fator local e tempo não são mais importantes para a realização de um determinado trabalho. As pessoas recebem metas, e o quando e como realizar depende da criatividade e da organização do tempo de cada pessoa. Nesse sentido, o teletrabalho, além de proporcionar maior competitividade e produtividade para as organizações, tem enorme influência nas relações sociais das pessoas, ou seja, intensifica - se o convívio familiar e aproximam cada vez mais as pessoas ao grupo social em que vivem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v4i1.1490