CONTABILIDADE GERENCIAL ESTRATÉGICA NA AGROINDÚSTRIA CANAVIEIRA PARANAENSE

Helder Henrique Martins, Régio Marcio Toesca Gimenes, Pery Francisco Assis Shikida

Resumo


Atualmente, as empresas brasileiras buscam a formulação de estratégias que lhes permitam gerar vantagens competitivas frente aos demais concorrentes. Com a evolução dos tempos, novos métodos surgem para auxiliar as empresas com a necessidade de proporcionar vantagens competitivas sustentáveis. A Contabilidade Gerencial Estratégica (CGE) é um método existente que pode contribuir para o alcance desse objetivo. Dessa forma, este artigo buscou, por meio da análise de um questionário, o quanto as dezesseis práticas de CGE, descritas por Cadez e Guilding (2008a), foram adotadas pelas agroindústrias canavieiras paranaenses. Foi possível observar que as agroindústrias canavieiras adotam poucas práticas de CGE, sendo que as mais adotadas foram a de custeio da qualidade, benchmarking e medição integrada de desempenho. Ademais, houve oito práticas de CGE que nenhuma das empresas aderiu.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/receu.v16i1.5653