Aborto, Pós-Modernidade e Paradoxo

Joe Tennyson Velo

Resumo


Existe um sério paradoxo na proteção da vida humana através da legislação penal: aquela que é vítima de aborto tem valor e significado diverso daquela que é vitima de homicídio. A razão histórica disto tem a ver com a importância atribuída à liberdade após a consagração política dos ideais iluministas. Entretanto, perante o valor vida, a liberdade tem o status de mero interesse. O aborto continua sendo um dos maiores desafios éticos e jurídicos da modernidade.

Texto completo:

PDF


Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR