O meio ambiente como cláusula pétrea

Aline Fátima Morelatto

Resumo


O Meio ambiente deve ser considerado como indispensável à
manutenção de uma vida digna, sendo de responsabilidade de todos, sua conservação. Ocorre, porém, que o Meio ambiente teve uma evolução conceitual, histórica e legislativa atrelada aos eventos mundiais, tais como guerras, acordos e pactos internacionais, não podendo ser compreendido independentemente dos direitos fundamentais (âmbito nacional) e humanos (âmbito internacional).
A legislação interna brasileira evoluiu em função das exigências estabelecidas internacionalmente, vindo a ser amplamente protegido por Leis extravagantes, até o ápice da introdução do art. 225 na Constituição federal de 1988, que trouxe o assunto como passível de interpretação equiparável a das cláusulas pétreas, desde que interpretada concomitante os arts. 3° e 5°. Ou seja, para excluir-se da CF/88 o tema abordado, seria necessária nova formação de Poder Constituinte Originário.

Texto completo:

PDF


Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR