Breves reflexões sobre o “público” e o “privado”: síntese evolutiva

Melissa Marino

Resumo


É certo que a efetividade do direito processual público caminha a
passos distantes em relação a do direito processual privado, por causas variadas que remontam ao passado longínquo, por isso a necessidade de se adotar uma postura prospectiva que possa romper os obstáculos existentes na metodologia e ciência jurídica tradicional que impedem a práxis judicial atuar de forma transformadora, em busca da efetividade do direito processual público, levando-se em conta que o núcleo principal é a dignidade da pessoa humana (o “privado”).

Texto completo:

PDF


Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR