A INFLUÊNCIA DA TERAPIA AQUÁTICA NA REABILITAÇÃO DE UM PORTADOR DE SINDROME PÓS-POLIOMIELITE - RELATO DE CASO

Eloísa Ornellas, Bruna Beatriz Xavier Machado, Aline Dayane Néri, Andressa Altrão Mazetto, Fabiana Magalhães Navarro

Resumo


A síndrome pós-pólio é uma desordem do sistema nervoso que pode se manifestar em indivíduos que tiveram poliomielite, anos
depois. É caracterizada por um novo quadro sintomatológico, sendo sua incidência e prevalência desconhecidas. A Organização Mundial da Saúde estima a existência de aproximadamente 12 milhões de pessoas em todo o mundo portadores de algum grau de limitação física causada pela poliomielite. Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da terapia aquática no tratamento de um paciente do gênero feminino, portador da Síndrome Pós-Poliomielite. O mesmo foi submetido a um tratamento através de recursos hidroterapêuticos, avaliação
da efi cácia das técnicas utilizadas e aplicação de um questionário semi-estruturado, com perguntas especifi cas em relação à sua reabilitação, bem estar físico e mental. Pôde-se concluir que a terapia aquática é muito efi caz para a melhora do quadro clínico desta síndrome, obtendo ganhos em sua capacidade funcional, garantindo um bem estar físico e mental e proporcionando relaxamento muscular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v12i1.2008.2229