ASPECTOS ÉTICO-LEGAIS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DOAÇÃO/TRANSPLANTE

Elton Carlos de Almeida, Sonia Maria Villela Bueno, Luis Manuel Blanco Donoso, Leonardo Naves dos Reis, Tereza Rodrigues Vieira

Resumo


A pesquisa evidencia os aspectos ético-legais de equipes intra-hospitalares no processo de doação/transplante de órgãos e tecidos, delineando os fatores que interferem no processo de doação/transplante na perspectiva desses profissionais. Participaram 11 profissionais que atuam nesse processo em oito hospitais autorizados para captação de órgãos no Noroeste do Paraná-Brasil. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, exploratória, utilizando-se de entrevista semiestruturada. Identificaram-se através da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, as seguintes Ideias Centrais: contato entre as famílias do doador e do receptor; autorização familiar; necessidade de preparo profissional; autorização legal para a retirada dos órgãos. Disto depreender-se que o contato entre os familiares pode trazer conflitos pós transplantes e, a clareza de como proceder diante um indigente, bem como a importância do preparo profissional para uma abordagem eficaz demonstram preocupação com a transparência nos procedimentos a serem realizados, após a autorização familiar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v16i3.2012.4964