Análise do Comportamento da Pressão Arterial de Indivíduos Sedentários e Atletas Durante Teste Ergométrico

Marco Antonio Sant’Ana, Diógenes Sanches, José Uilson Padilha, Solange Marta Franzói

Resumo


A atividade física por um lado e o sedentarismo por outro estão muito presentes no nosso dia-a-dia, por isso, procuramos verificar se existe diferença na pressão arterial de sedentários e na pressão arterial de atletas. Analisamos o teste de esforço feito por 49 indivíduos sedentários do sexo masculino na faixa etária de 30 a 45 anos, e 22 atletas do sexo masculino na faixa etária de 17 a 35 anos. Verificamos que 77,55% (38 indivíduos) da amostra de indivíduos sedentários foram considerados como normotensos e 22,45% (11 indivíduos) da amostra de sedentários foram definidos como hipertensos, já o grupo de atletas não apresentou nenhum caso de hipertensão, ficando assim, um grupo de 22 atletas normotensos (100%). Baseado na literatura estudada concluímos que: o treinamento físico aumenta a resistência cardiovascular, diminui o débito cardíaco e a resistência periférica, diminuindo assim os valores da pressão arterial. Existe diferença da pressão arterial média basal entre indivíduos treinados, sedentários normotensos e sedentários hipertensos e também durante teste ergométrico. Por isso o indivíduo sedentário necessita do acompanhamento de um profissional para a prática de atividade física regular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v2i2.1998.901