A SITUAÇÃO DO NEGRO NO FUTEBOL BRASILEIRO: TRABALHO, DESIGUALDADE E VULNERABILIDADE SOCIAL

Francisco Xavier Freire Rodrigues

Resumo


O trabalho investiga a desigualdade racial e regional no mercado de trabalho no futebol brasileiro. Trata-se de uma pesquisa sociológica acerca da desigualdade de renda no futebol brasileiro, que enfatiza as diferenças nos níveis salariais a partir das variáveis região e raça. Analisa a relação existente entre futebol e desenvolvimento regional. É nas regiões mais pobres e atrasadas (Norte, Centro-Oeste e Nordeste) que se encontra um mercado futebolístico menos desenvolvido (maior precariedade nas condições e relações de trabalho, menores salários, maior vulnerabilidade). No Sudeste e no Sul o futebol é mais desenvolvido, apresenta melhores níveis salariais e um menor número de jogadores em condições vulneráveis. O futebol espelha as desigualdades regionais, tão marcantes na sociedade brasileira, e verdadeiros pilares da desigualdade social. As diferenças raciais se traduzem em desigualdade e discriminação raciais.

Texto completo:

PDF


Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR