A DESJUDICIALIZAÇÃO DAS DEMANDAS NA VISÃO DE COMPLEXIDADE DE LUHMANN NO USO DAS CONSTELAÇÕES FAMILIARES COMO FERRAMENTA DE MEDIAÇÃO

Karyna Yukie Yoshioka, Filipe Braz da Silva Bueno

Resumo


Este trabalho teve como temática pesquisar a ideia de complexidade de Luhmann no uso do método da Constelação Familiar na desjudicialização das demandas como ferramenta da Mediação. Partiu-se do contexto de que os litígios presentes no judiciário possuem causas mais profundas que o sistema jurídico não tem ferramentas para resolver as reais causas das demandas. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica em livros, periódicos, revistas jurídicas e sites, no qual subsidiou a análise da ideia de complexidade de Luhmann no uso do método da Constelação Familiar na desjudicialização das demandas como ferramenta da Mediação, na averiguação do método de Constelação Familiar como instrumento de Mediação, e o possível impacto das ferramentas de mediação sobre a desjudicialização das demandas. Dessa forma, verificou-se a necessidade em se buscar novas técnicas de solução de conflitos, capazes de englobar o interesse comum das partes e a valorização das relações humanas, como forma de trazer resultados eficazes, consensuais e pacíficos, sendo que a teoria dos sistemas de Niklas Luhmann pode melhorar o entendimento a inclusão destas novas ferramentas no mundo do Direito.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/rcjs.v22i2.2019.7867