Sexualidade em sala de aula: um estudo da produção de sentidos

Cristiane Biscoli, Neide Rodrigues Lago Favarão, Raquel Helena Feiten, Andréia Caldas Pires Souza, Claudia Lopes Perpétuo

Resumo


Para obtermos a compreensão da maneira como os professores lidam com as manifestações da sexualidade em
sala de aula, buscamos entender que sentidos são produzidos pelos professores que lecionam para alunos adolescentes, a
maneira como os professores lidam com suas difi culdades em relação às manifestações de sexualidade dos alunos, por meio
da análise de suas falas, a qual coletamos a partir de uma entrevista. Para melhor compreensão do tema, foi realizado um
estudo da história da sexualidade, bem como sua evolução, foram também analisadas algumas considerações a respeito da
adolescência, a sexualidade na adolescência e o modelo de educação sexual que é aplicado nas escolas atualmente, assim
como seus desafi os e perspectivas e o papel do professor na orientação da sexualidade. A coleta e a análise dos dados foram
feitas qualitativamente, utilizando a perspectiva do construcionismo social, que busca a produção dos sentidos nos discursos.
Participaram da pesquisa oito professores, que lecionam em uma escola estadual no mínimo um ano e que trabalham com
alunos de quinta a oitava série do Ensino Fundamental. A partir da análise, surgiram temáticas como: sexualidade e suas
manifestações, as difi culdades encontradas pelos professores e sua forma de lidar com as manifestações de sexualidade
que ocorrem em sala de aula. Observamos alguns sentidos produzidos pelos professores como: difi culdades, contradições e
despreparo. O estudo demonstrou que, muitas vezes, os professores encontram-se despreparados para lidar com a sexualidade
em sala de aula e não sabem como agir frente a algumas manifestações de sexualidade de seus alunos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v9i1.2005.219