PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BRASIL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Edilson Hobold, Miguel de Arruda

Resumo


O objetivo deste estudo foi revisar as pesquisas de prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes brasileiros. Foi realizado a busca eletrônica de artigos nas bases de dados Scielo, PubMed, MedLine e LILACS e na Biblioteca Eletrônica Bireme. Para efeito deste estudo, foram selecionadas as publicações de 2003 a 2013. Foram analisados 59 estudos que atenderam aos critérios de inclusão estabelecidos pelos autores. A maioria dos estudos foram desenvolvidos nas regiões Sul e Sudeste (71,2%), com uma amostragem bem diversificada que variou de 328 a 79,6795 sujeitos. O Índice de Massa Corporal - IMC foi o protocolo mais utilizado (93,2%) e o critério de classificação de sobrepeso/obesidade sugerido pela International Obesity Task Force - IOTF foi amplamente utilizado nos estudos (52,5%). A prevalência de sobrepeso/obesidade oscilou de 7,4% a 36,5%, com mais de 70% dos estudos com prevalência de sobrepeso/obesidade superior a 20%, sendo mais elevada nos rapazes. Apesar das diferenças metodológicas, a maioria dos estudos com crianças e adolescentes brasileiros apresentou valores bastante elevados de prevalência de sobrepeso/obesidade sugerindo um constante crescimento deste problema em nosso país.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v18i3.2014.5195