PARÂMETROS BIOMÉTRICOS COMO INDICADORES DO GRAU DE DESNUTRIÇÃO EM RATOS SOB RESTRIÇÃO ALIMENTAR DESDE O NASCIMENTO

Melina Rizzato Vismara, Maria Montserrat Dial Pedrosa Furlan

Resumo


Este trabalho investigou o crescimento de ratos Wistar machos submetidos a restrição alimentar por expansão da ninhada durante a lactação e restrição do fornecimento de alimento após a lactação até a idade de 90 dias e sugeriu uma classificação da severidade da desnutrição com base no retardo do crescimento corporal. O grupo controle foi composto por uma ninhada de seis filhotes e o grupo restrição alimentar era uma ninhada de 12 filhotes. Após o desmame, os animais controles tiveram acesso livre ao alimento, enquanto os animais com restrição alimentar receberam 50% do alimento ingerido pelos controles. O comprimento naso-anal e o peso corporal foram registrados semanalmente desde a lactação. O peso de órgãos e tecidos, a densidade calórica de tecidos e os níveis plasmáticos de jejum de glicose, triglicerídeos, uréia e proteína total foram determinados ao final do experimento. O desenvolvimento corporal de peso e comprimento, a proporção peso/comprimento, o nível plasmático de glicose de jejum, e a densidade calórica do fígado foram significativamente menores nos animais experimentais. Órgãos vitais tiveram seu crescimento preservado, enquanto o tecido adiposo foi muito reduzido em peso. No que se refere aos parâmetros biométricos, os animais sob restrição alimentar tiveram desnutrição severa.



DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v11i1.2007.528