ESCALA DE BRADEN: BENEFÍCIOS DE SUA APLICAÇÃO NA PREVENÇÃO DE LESÃO POR PRESSÃO NO ÂMBITO DOMICILIAR

Nataline Rocha de Lima, Nataly Rocha de Lima, Joquebede Costa de Oliveira Souza, Taiana da Silva Silvério, José Ossian Almeida Souza Filho, Tiago dos Santos-Nascimento

Resumo


Objetivo: Averiguar a eficácia da Escala de Braden como instrumento norteador na assistência para prevenção de lesão por pressão em indivíduos acamados no âmbito domiciliar. Método: Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa com coleta de dados realizada em domicílio por meio de entrevista e inspeção da pele de 41 participantes. Resultados: A incidência de lesão por pressão foi de 7%. Constatou-se que os indivíduos acamados em domicílio com alto risco, na escala de Braden, não mostraram incidência de lesão por pressão, enquanto os que apresentaram risco moderado houve incidência. Conclusão: Apesar de ser um instrumento bastante utilizado pelos profissionais da área da saúde, o presente trabalho demonstrou que a alta sensibilidade e especificidade da Escala de Braden é questionável. Os cuidados foram essênciais para essa baixa incidência de lesão por pressão, diminuindo sua associação com a idade e tempo de acamado.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v25i2.2021.7815

Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR