DISTÚRBIOS DO SONO E ESTADOS DE HUMOR EM PILOTOS CIVIS

Munique dos Santos Costa Pacheco, Patricia Vieira Martins, Leilane Marcos, Tatiana de Assis Girardi

Resumo


Distúrbios do sono e as alterações do estado de humor, quando não tratados, estão associados à perda de produtividade e acidentes de trabalho, resultando em lesões e fatalidade.Avaliar a utilização de questionários validados para triagem dos distúrbios do sono e do humor de pilotos civis. Estudo transversal, descritivo e com abordagem quali-quantitativa. Foram coletados dados de 44 pilotos civis por meio de quatro instrumentos: um questionário para a caracterização sociodemográfica e ocupacional da amostra, a Escala de Sonolência de Epworthpara avaliar a presença de sonolência diurna excessiva, o Questionário de Berlim para avaliar a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono e a Escala de Humor de Brunel para avaliar o estado de humor. Para as variáveis categóricas foram calculadas as frequências absolutas e percentuais. Os dados quantitativos são apresentados em média e desvio padrão. A amostra foi composta em sua maioria, por pilotos do sexo masculino com idade média de 40,07 anos (±9,00). A Escala de Sonolência de Epworth mostrou que 25% dos pilotos apresentaram pontuação para sonolência diurna excessiva. De acordo com o Questionário de Berlim, 29,5% apresentaram alto risco para a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono e a Escala de Humor de Brunel, o domínio vigor, teve a média mais alta (5,09 ±4,06). A utilização dos questionários nos exames de admissão e nos periódicos, podem auxiliar na identificação precoce e no monitoramento de distúrbios do sono e dos estados de humor ao longo do tempo em pilotos civis.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v25i3.2021.8022

Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR