Discondroplastia Tibial em Frangos de Corte: Aspectos Nutricionais

Katia Cristina Kira Kussakawa, Haroldo Garcia de Faria

Resumo


O presente trabalho é de natureza descritiva. Através da análise bibliográfica de um referencial teórico estabeleceu-se os fatores nutricionais responsáveis direta, ou indiretamente, pela incidência da discondroplasia tibial em frangos de corte. As evidências indicam que a discondroplasia tibial não é o resultado de uma simples deficiência nutricional ou imbalanço; um número não usual de nutrientes e de outros fatores têm profunda influência sobre a incidência da lesão. A maioria das doenças metabólicas com etiologia complexa afeta animais mais velhos e são pouco desenvolvidas, no entanto, a discondroplasia tibial em frangos de corte afetam animais jovens com bastante rapidez. Os vários fatores que influenciam esta anormalidade estão sujeitas à variações, mas a probabilidade de que tal lesão ocorra, diminui significativamente quando se utiliza níveis nutricionais adequados e produtos isentos de contaminações por micotoxinas.

Texto completo:

PDF


Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR