Reutilização de implante intravaginal de progesterona para sincronização de estro em bovinos

Adalgiza Pinto Neto, Rafaela Zanchet da Silva, Marcelo Falci Mota, Jeferson Alberton

Resumo


A inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em bovinos, apresenta uma série de vantagens que incluem desde o manejo dos animais a otimização da mão-de-obra. Sua aplicabilidade baseia-se em combinações hormonais capazes de sincronizar o estro e a ovulação, permitindo que a IA seja feita sem a observação da fêmea em estro. Entre os hormônios utilizados para esse fim, o dispositivo a base de progesterona, conhecido também como CIDR (Realeasing Drug Internal Controlled) corresponde ao maior custo, muitas vezes inviabilizando sua utilização, o que justifica a busca por alternativas capazes de ajustar a relação custo/benefício dos protocolos de IATF, por meio da reutilização do CIDR. Nesse contexto, pretende-se com esse estudo, apresentar aspectos relevantes da manifestação de estro, concentração de progesterona, taxa de gestação, relação custo/benefício, bem como dos problemas decorrentes da reutilização de implante intravaginal de progesterona para sincronização de estro em bovinos, sem contudo esgotar a literatura sobre o assunto.

Texto completo:

PDF