PRODUÇÃO DE LACASE DE FUNGOS BASIDIOMICETOS POR FERMENTAÇÃO SUBMERSA COM CASCAS DE CAFÉ

Josué José da Silva, Thiago Teodoro Santana, Ana Caroline Coronato de Oliveira, Patrícia Hirose de Almeida, Silvia Graciele Hulse de Souza, Giani Andrea Linde, Nelson Barros Colauto, Juliana Silveira do Valle

Resumo


Cascas de café são fonte de carboidratos e nutrientes que podem ser bioconvertidos em produtos de interesse como enzimas. Lacases são cobre polifenol oxidases que oxidam compostos fenólicos, enquanto reduzem oxigênio molecular à água e; sua baixa especificidade a substratos permite sua aplicação em várias áreas como indústria têxtil, de alimentos e biorremediação. Os objetivos desse trabalho foram avaliar a capacidade de produção de lacase de três linhagens de fungos basidiomicetos (Lentinula edodes U6/1, Pleurotus ostreatus U6/9 e Pleurotus florida U6/10) por fermentação submersa com cascas de café e avaliar o uso de cobre como indutor dessa enzima. A casca de café mostrou ser um bom substrato para produção de lacases e das três linhagens testadas Pleurotus ostreatus (U6/9) foi a mais produtiva (22,5 U mL-1). A melhor fonte de nitrogênio para produção de lacases de Pleurotus ostreatus (U6/9) foi o extrato de levedura na concentração de 9 g/L (20 U mL-1). A adição de 150 µM de CuSO4 resultou na indução significativa na produção de lacases nessa linhagem (21 U mL-1)no 12° dia de cultivo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v15i2.2012.4234