SOBREPESO E OBESIDADE EM ALUNOS DE 6-10 ANOS DE ESCOLA ESTADUAL DE UMUARAMA/PR

Adryangela Renata Martins de Carvalho, Mônica de Oliveira Belém, Juliano Yasuo Oda

Resumo


A obesidade e o sobrepeso vem crescendo de forma acentuada, principalmente na infância e na adolescência, tornando-se um grave problema de saúde pública. A obesidade infantil está crescendo acentuadamente em vários países incluindo o Brasil, sendo importante fator de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares na vida adulta. O acúmulo de tecido adiposo, sobretudo abdominal, é fundamental para o desencadeamento da síndrome metabólica (SM). Objetivou-se identificar o perfil antropométrico e os fatores predisponentes da SM. Foi realizado um questionário, estudos antropométrico e nutricional de crianças de 6-10 anos de escola estadual de Umuarama/PR. Foi estudado um total de 226 crianças com média das idades de 8,68 anos, sendo a maioria meninas na faixa de 9 anos. Avaliou-se sobrepeso e obesidade entre as crianças de ambos os sexos, bem como a deficiência de atividade física e hábitos alimentares pouco saudáveis, favorecendo o aumento do IMC e score Z das crianças. Sendo assim, torna-se importante maior incentivo na qualidade e quantidade na atividade física e também orientações relacionadas à alimentação saudável, prevenido que essas crianças se tornem adultos obesos, diminuindo os riscos de desenvolverem a SM, além de evitar os problemas psicológicos gerados pela discriminação relacionada com o excesso de peso, que podem gerar ansiedade, depressão e até mesmo o isolamento social. Fica claro que o envolvimento familiar, juntamente com a escola torna-se essencial para o êxito da prevenção e tratamento da obesidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v21i1.2017.6070