EFETIVIDADE DA ESTABILIZAÇÃO SEGMENTAR VERTEBRAL E DE OUTRAS TÉCNICAS TERAPÊUTICAS EM DISFUNÇÕES DA COLUNA VERTEBRAL: REVISÃO SISTEMÁTICA

Evellyn Claudia Wietzikoski Lovato, Maria Helena Xavier Davila, Sandra Patrícia Ferreira Barros, Samantha Wietzikoski Sato, Francislaine Aparecida dos Reis Lívero, Irinéia Paulina Baretta, Maria de Fátima da Costa Almeida, Rúbia Márcia Benatti

Resumo


As disfunções da coluna vertebral afetam uma grande parcela da população adulta em algum momento da vida, com predileção por adultos jovens em fase ativa. Por se tratar de uma patologia recorrente na população em geral torna-se necessário o desenvolvimento de estudos baseados em evidência que comprovem a efetividade de técnicas utilizadas no tratamento das disfunções da coluna vertebral. Assim, esta revisão sistematizada teve por objetivo abordar a efetividade da estabilização segmentar vertebral e de outras técnicas terapêuticas em indivíduos que apresentam disfunções da coluna vertebral. Para desenvolver esta revisão sistemática da literatura foram realizadas busca nas bases de dados PUBMED (National Library of Medicine and National Intiuttes of Health), PEDro (Physiotherapy Evidence Database) e SCIELO (Scientific Eletronic Library OnLine) no período de 2003 a 2014. Os descritores utilizados de forma isolada ou combinada foram: “segmental stabilization and manual therapy”, “segmental stabilization”, “manual therapy and spinal disorders”. Foram incluídos no total 16 artigos que focaram indivíduos com disfunção da coluna vertebral lombar de causa não específica. A literatura analisada sugere que os exercícios de estabilização são positivos no tratamento de pacientes com disfunção da coluna lombar, entretanto são inconclusivos ao verificar se tais exercícios são superiores às técnicas de terapia manual ou a tratamentos convencionais como os exercícios gerais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v21i3.2017.6589