INDICADORES DOS NÍVEIS DE ATIVIDADE FÍSICA E APTIDÃO FÍSICA EM ESCOLARES

Hélcio Rossi Gonçalves, Ligia Andréa Pereira Gonçalves, Antonio de Azevedo Barros Filho

Resumo


A atividade física pode certamente ser considerada como um comportamento saudável, além de ser vista como importante componente na profilaxia de risco de doenças cardiovasculares. O objetivo do estudo foi analisar associações entre informações relacionadas à prática de atividade física e indicadores dos componentes da aptidão física em adolescentes. Amostra foi constituída por 350 sujeitos (205 meninas e 145 meninos) com idades entre 14 e 18 anos. Informações relacionadas às atividades físicas realizadas no cotidiano foram obtidas mediante instrumento retrospectivo de autorrecordação. Com estimativas quanto à demanda energética das atividades realizadas durante o dia (DEtotal), tempo despendido em atividades físicas de baixa intensidade (AFBA) e de moderada-a-vigorosa intensidades (AFMV). Tempo dedicado em repouso na cama e atividades em posição sentada como indicador de inatividade física (INAF). Aptidão física relacionada à saúde foi observada baseando-se em quatro componentes. Capacidade cardiorrespiratória por intermédio de estimativas do consumo máximo de oxigênio (VO2max) mediante teste de corrida de 12 minutos realizado em quadra. Força/resistência muscular e flexibilidade com os testes motores de flexões abdominais e "sentar-e-alcançar". Gordura corporal obtida através do índice de massa corporal, da soma das espessuras das dobras cutâneas tricipital e subescapular e gordura percentual. Foram empregados recursos da estatística descritiva, teste "t" e correlação para análise dos dados. Resultados indicaram baixa associação entre AFMV, DEtotal e VO2max, em ambos os gêneros. Os dados de atividade física não apresentaram associações significativas com indicadores de força/resistência muscular, flexibilidade e gordura corporal. Concluímos que os adolescentes, sendo habitualmente ativos, não garantem que possam apresentar melhores índices de aptidão física. Existem outros fatores, que não apenas a prática de atividade física regular, que seriam responsáveis pela melhoria, ou mesmo manutenção, dos componentes da aptidão física.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v13i1.2009.2792