QUANTIFICAÇÃO DE MINERAIS EM SUCOS INDUSTRIALIZADOS

Ellen Mariany Ferraz de Campos, Talita Tatiane Rogoni, Cristina Lorena Massocatto, Kristiany Moreira Diniz, Josiane Caetano, Douglas Cardoso Dragunski

Resumo


Os sucos de frutas são considerados como uma boa opção de fonte de minerais e vitaminas. O consumo de sucos de frutas industrializados cresceu muito no Brasil, principalmente aqueles envasados em embalagens cartonadas da Tetra Pak®. Para avaliar o teor de minerais em sucos industrializados, foram analisadas as quantidades de sete metais (Zn, Ni, Pb, Fe, Cu, Cr e Na) em sucos de uva e pêssego (integral e light). Os minerais foram extraídos por meio da digestão com ácido clorídrico, e detectados por espectrofotometria de absorção atômica com atomização em chama. Não foram detectadas em quantidades significativas a presença dos metais Zn, Ni, Pb e Cu nos sucos. No entanto, Na, Cr e Fe foram detectados, sendo que o Cr apresentou uma concentração maior que a permitida pelas especificações da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), indicando uma possível contaminação destes produtos. Vale ressaltar que o suco light de pêssego foi o que apresentou os maiores teores de ferro.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v14i1.2010.3398