FATORES DE TRANSCRIÇÃO DA FAMÍLIA AP2/ERF E RESPOSTA EM PLANTAS AOS ESTRESSES ABIÓTICOS

Tania Mayumi Ito, Maria Caroline Rampim, Polyana Barros Polido, Silvia Graciele Hülse de Souza

Resumo


Em seu ambiente natural, as condições de água e temperatura são altamente variáveis, e podem afetar a sobrevivência, o crescimento e reprodução das plantas. Para sobreviver em tais condições, as plantas respondem, desenvolvendo uma complexa rede de sinalização em nível molecular, celular e bioquímico. A regulação gênica em nível de transcrição é um dos principais pontos no controle dos processos biológicos, sendo que os fatores de transcrição (TFs) desempenham um papel fundamental nesse processo. A família AP2/ERF é uma grande família de TFs específico de plantas que compartilham um domínio conservado de ligação ao DNA. Essa família de TFs incluía proteínas da subfamília DREB que desempenham um papel crucial na resposta das plantas a estresses abióticos, reconhecendo o elemento responsivo à desidratação com um motivo central A/GCCGAC. As proteínas da subfamília de fatores de resposta ao etileno estão envolvidas em respostas aos estresses bióticos e abióticos, reconhecendo o elemento cis-acting AGCCGCC denominado GCC-box. Nesta revisão foi discutido o papel dos TFs AP2/ERF em condições de estresse abiótico e suas implicações funcionais em estudos de expressão gênica. A compreensão dos determinantes genéticos da tolerância aos estresses abióticos constitui um passo importante nos programas de melhoramento genético.

Texto completo:

PDF