PUBLICIDADE COMPORTAMENTAL E O METAVERSO: NECESSIDADE DE IMPOSIÇÃO DE LIMITES À LUZ DA LEGISLAÇÃO DE DADOS E CONSUMERISTA?

Autores

  • Fernanda Shimomura Zuffa
  • Tarcisio Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.25110/rcjs.v26i1.2023-017

Palavras-chave:

Publicidade Comportamental, Metaverso, Titular de Dados Pessoais, Consumidor

Resumo

A publicidade comportamental é uma técnica baseada em tratamento de dados pessoais que objetiva o direcionamento de anúncios a consumidores que apresentam maior propensão à adquirir determinado produto ou serviço. Quanto maior a quantidade de dados pessoais coletados e tratados, maior é a eficiência de sua atuação, surgindo novo modelo de negócios baseado em remuneração por serviços através do oferecimento de dados pessoais utilizados para fins publicitários, estando entre esses serviços, buscadores, redes sociais e o metaverso, plataforma que permite a coleta de imensa quantidade de dados pessoais, inclusive dados pessoais sensíveis. Deste modo, pergunta-se: é necessário a imposição de limites a publicidade comportamental à luz da legislação de dados pessoais e consumerista vigentes? Tem-se como hipótese que não, já que a legislação brasileira é suficiente para a garantia dos direitos dos consumidores e titulares de dados pessoais sujeitos à mencionada prática. Ao final do estudo, confirmou-se a hipótese, através da utilização do método lógico dedutivo a partir da revisão bibliográfica, concluindo-se que o arcabouço legal posto é o bastante, porém, apontou-se a necessidade de oxigenação dos princípios da Lei nº 13.709/2018, em especial, a transparência, a fim de garantir que o usuário tenha conhecimento sobre a coleta e tratamento de suas informações para fins de direcionamento de publicidade quando da utilização de serviços aparentemente gratuitos.

Referências

BALL, Matthew. The Metaverse: What It Is, Where to Find it, and Who Will Build It. MatthewBall.vc. 13 jan. 2020. Disponível em: https://www.matthewball.vc/all/themetaverse. Acesso em: 11 ago. 2022.

BAUMAN, Z. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. 1 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BIONI, B. Proteção de dados pessoais: a função e os limites do consentimento. 3 ed. Rio de Janeiro: Forense, 2021.

BRASIL. Decreto nº 10.046, de 9 de outubro de 2019. Dispõe sobre a governança no compartilhamento de dados no âmbito da administração pública federal e institui o Cadastro Base do Cidadão e o Comitê Central de Governança de Dados. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF: Presidência da República, [2019]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D10046.htm. Acesso em: 20 ago. 2022.

BRASIL. Decreto nº 9.662, de 1º de janeiro de 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Justiça e Segurança Pública, remaneja cargos em comissão e funções de confiança e transforma cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF: Presidência da República, [2019]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D9662.htm. Acesso em: 15 ago. 2022.

BRASIL. Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990. Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF: Presidência da República, [1990]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8078compilado.htm. Acesso em: 10 ago. 2022.

COMISSÃO EUROPEIA. Digital Services Act. Bruxelas, [2020]. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/en/TXT/?qid=1608117147218&uri=COM%3A2020%3A825%3AFIN. Acesso em: 31 mai. 2022.

COMISSÃO EUROPEIA.General Data Protection Regulation. Bruxelas, [2016]. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/PDF/?uri=CELEX:32016R0679. Acesso em: 30 mai. 2022.

CONSELHO NACIONAL DE AUTORREGULAMENTAÇÃO PUBLICITÁRIA. Sobre o Conar. Disponível em: http://www.conar.org.br/. Acesso em: 15 ago. 2022.

FORNASIER, M. O; KNEBEL, N. M.P; SILVA, F. V. Mineração de dados e publicidade comportamental: impasses para a regulação do spam e dos nudges na sociedade burocrática do consumo dirigido. Revista Estudos Institucionais, v. 6, n. 3, set./dez. 2020.

FRAZÃO, Ana. Geo pricing e geo blocking: as novas formas de discriminação de consumidores e os desafios para o seu enfrentamento. Disponível em: http://www.professoraanafrazao.com.br/files/publicacoes/2018-08-15-Geo_pricing_e_geo_blocking_As_novas_formas_de_discriminacao_de_consumidores_e_os_desafios_para_o_seu_enfrentamento.pdf. Acesso em: 20 ago. 2022.

GICHOYA, J.et. al. AI recognition of patient race in medical imaging: a modeling study. Lancet Digit Health 2022. Maio, 2022. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/landig/article/PIIS2589-7500(22)00063-2/fulltext. Acesso em: 10 ago. 2022.

GUO, X. et. al. Emotion-based Modeling of Mental Disorders on Social Media. Association for Computing Machinery. Nova York, dezembro 14-17, 2021. ISBN 978-1-4503-9115-3/21/12. Disponível em: https://arxiv.org/pdf/2201.09451.pdf. Acesso em: 10 ago. 2022.

MAGRANI, E. A internet das coisas. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2018.

MAGRANI, E. Democracia conectada: a internet como ferramenta de engajamento político-democrático. Curitiba, PR: Juruá, 2014.

MARQUES, C. L. Contratos no Código de Defesa do Consumidor: o novo regime das relações contratuais. São Paulo: Thomson Reuters Brasil, 2019.

MARTINS, G. M.; BASAN, A. P. In: BARBOSA, Mafalda Miranda [et al.] (Coords). Direito Digital e Inteligência Artificial: diálogos entre Brasil e Europa Indaiatuba, SP: Editora Foco, 2021.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Secretaria Nacional do Consumidor. Nota técnica nº 92/2018/CSA-SENACON/CGCTSA/GAB-DPDC/DPDC/SENACON/MJ. Processo nº 08012.002116/2016-21. J. 18.06.18. Disponível em: https://www.cmlagoasanta.mg.gov.br/abrir_arquivo.aspx/PRATICAS_ABUSIVAS_DECOLARCOM?cdLocal=2&arquivo=%7BBCA8E2AD-DBCA-866A-C8AA-BDC2BDEC3DAD%7D.pdf. Acesso em: 20 ago. 2022.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução-RDC nº 96, de 17 de dezembro de 2008. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2008/rdc0096_17_12_2008.html. Acesso em: 20 ago. 2022.

RODOTÀ, S. A vida na sociedade de vigilância: a privacidade hoje. Tradução de Danilo Doneda e Luciana Cabral Doneda. Rio de Janeiro: Renovar, 2008.

SÃO PAULO. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (37ª Vara Cível de São Paulo). Ação Cível Pública nº 1090663-42.2018.8.26.0100. J. 07.05.2021.

SEVERINO, Ariane Felix; CARVALHO, Ilara Kelly Oliveira; MONTEFUSCO, Renato Zanolla. Smart Contracts e Blockchain: aplicabilidade na sociedade algorítmica. Revista de Ciências Jurídicas e Sociais da UNIPAR, v. 25, n. 2, jul./dez.2022. ISSN 1982-1107. Disponível em: https://revistas.unipar.br/index.php/juridica/article/view/9123/4491. Acesso em: 22 jun. 2023.

TEIXEIRA, T. Comércio Eletrônico: conforme o Marco Civil da Internet e a regulamentação do e-commerce no Brasil. São Paulo: Saraiva, 2015.

TEIXEIRA, T. Direito digital e processo eletrônico. 5 ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2020.

TEIXEIRA, T.; GUERREIRO, R. M. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais: comentada artigo por artigo. Salvador: Editora JusPodivm, 2022.

THE METAVERSE and how we’ll build it together – Connect 2021. Meta. 1 vídeo (1h 17 min 26 seg). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Uvufun6xer8. Acesso em: 13 ago. 2022.

UCHICAGO NEWS. Behavioral economics, explained. Disponível em: https://news.uchicago.edu/explainer/what-is-behavioral-economics#:~:text=Behavioral%20economics%20combines%20elements%20of,decisions%20based%20on%20those%20preferences. Acesso em: 11 ago. 2022.

ZUBOFF, S. A era do capitalismo de vigilância: a luta por um futuro humano na nova fronteira do poder. Tradução: George Schlesinger. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2020. 795 p. Título original: The age of surveillance capitalism. ISBN 978-65.5560-144-2.

Downloads

Publicado

2023-07-20

Como Citar

Zuffa, F. S., & Teixeira, T. (2023). PUBLICIDADE COMPORTAMENTAL E O METAVERSO: NECESSIDADE DE IMPOSIÇÃO DE LIMITES À LUZ DA LEGISLAÇÃO DE DADOS E CONSUMERISTA?. Revista De Ciências Jurídicas E Sociais Da UNIPAR, 26(1), 355–375. https://doi.org/10.25110/rcjs.v26i1.2023-017

Edição

Seção

Artigos