INTERAÇÃO ENTRE TRAÇO FALCIFORME E ALFA-TALASSEMIA: RELATO DE UM CASO NO NOROESTE DO PARANÁ

Flavio Augusto Vicente Seixas, Andressa Castaldo, Ana Lúcia Bianconi, Luana Gabriele Nilson

Resumo


O traço falciforme associado à alfa-talassemia (AS/α-talassemia) é uma característica rara na população do sul do Brasil. Em função deste e de outros motivos, casos dessa interação são confundidos e muitas vezes subdiagnosticados como sendo de anemia ferropriva, o que pode levar pacientes a tratamentos desnecessários e, muitas vezes prejudiciais à sua saúde. Este trabalho relata o caso de uma paciente de 80 anos de idade que, após participar de um estudo populacional sobre incidência de hemoglobinopatias, descobriu ser portadora da interação AS/α-talassemia. Até então vinha recebendo tratamento para anemia ferropriva, apesar de não apresentar melhora. Este trabalho discute ainda como os índices hematimétricos, associados aos achados eletroforéticos, contribuíram para um diagnóstico diferencial da interação AS/α-talassemia, o que pode auxiliar médicos e profissionais da saúde a um diagnóstico mais preciso, visando à melhoria da qualidade de vida do paciente e, consequentemente, a diminuição da incidência destas doenças genéticas na população.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v13i1.2009.2797