MONITORAMENTO DE FUNGOS ANEMÓFILOS NO AMBIENTE DE UMA BIBLIOTECA NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP, BRASIL

Valter Batista Duo Filho, João Paulo Zen Siqueira, Tatiana Elias Colombo

Resumo


Os fungos desempenham vários papéis que impactam a humanidade de diversas maneiras. Suas características metabólicas são importantes na biotecnologia, porém, tais microrganismos podem desencadear alguns problemas de saúde pública e até mesmo serem letais. Objetivo: detectar a presença de fungos no acervo de uma biblioteca no município de São José do Rio Preto. Metodologia: foram coletadas quarenta amostras nas superfícies inanimadas (livros, estantes, documentos, mapas, artigos e revistas) das principais salas da biblioteca com o auxílio de swabs umedecidos em solução salina estéril, posteriormente encaminhados ao laboratório de Biomedicina da Universidade Paulista – UNIP. As amostras foram semeadas em meio de cultura ágar Sabouraud Dextrose (SDA), tendo adicionado cloranfenicol e incubadas a 30 °C. Foi realizada a colônia gigante em todas as cepas crescidas em SDA para a realização da técnica de microcultivo para a identificação dos fungos, de acordo com o Manual de Detecção e Identificação dos Fungos de Importância Médica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resultados: Houve positividade em trinta e uma amostras (78%) e em quatro delas foi observado mais de um tipo de colônia (13%). Das vinte e duas superfícies de livros analisadas, foram isolados e identificados: Aspergillus flavus, Aspergillus niger, Cunninghamella sp., Cladosporium sp., Curvularia sp., Mucor sp. e Nigrospora sp. Nas oito superfícies de estantes: Aspergillus flavus, Aspergillus niger, Aspergillus versicolor, Penicillium sp. e Scopulariopsis sp. e, nos dez documentos: Aspergillus nidulans, Aspergillus sp., Cladosporium sp., Cunninghamella sp. e Trichoderma sp. Conclusão: Os fungos encontrados estão amplamente distribuídos no ambiente como solo e ar e, por diversos fatores, instalam-se em locais como bibliotecas. Em condições favoráveis, podem infectar o homem e causar perdas patrimoniais para os acervos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v24i2.2020.7903