ASSOCIAÇÃO ENTRE O INDÍCE DE MASSA CORPORAL, JORNADA DE TRABALHO E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DOS SERVIDORES DO HEMOCENTRO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ

Pamela Norraila da Silva, Majorie Catherine Capdeboscq, Ana Carolina Belther Santos, Ana Silvia Degasperi Ieker, Wilson Rinaldi

Resumo


O profissional de saúde está sujeito a diversos comportamentos de risco que são determinantes para o desenvolvimento de doenças agudas e crônicas no decorrer da vida, sendo que o estilo de vida adotado influencia diretamente nesse contexto. O objetivo deste estudo foi associar o índice de massa corporal, a jornada de trabalho e nível de atividade física dos servidores do Hemocentro do Hospital Universitário de Maringá. Esta pesquisa caracteriza-se do tipo transversal, contando com a participação de 32 servidores. Os dados foram analisados por estatística descritiva de frequência absoluta e percentual, e o Teste Qui-Quadrado para associação das variáveis por meio do pacote estatístico SPSS, adotando um p< 0,05. Nos resultados encontrados, 56,2% dos servidores foram classificados como não ativos, e 28,1% foram classificados com sobrepeso. Diante deste estudo pode-se verificar a importância de programas de intervenção no ambiente de trabalho, como ginástica laboral durante a jornada de trabalho, ou atividades físicas após ou antes a jornada laboral, para prevenção de doenças e promoção da saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v20i3.2016.5668