ASPECTOS DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA ANTES E APÓS A CIRURGIA BARIÁTRICA DO TIPO FOBI CAPELLA COM DESVIO DE Y DE ROUX

Dora de Castro Agulhon Segura, Fabiano Carlos do Nascimento, Jessica Dalle Molle de Lima, Adriana Paula da Silva Gomes

Resumo


A obesidade é uma doença crônica multifatorial que desencadeia diversas comorbidades, sendo a hipertensão arterial uma das principais complicações, significando um impasse na saúde pública, tornando-se um risco para doenças cardiovasculares e mortalidade. Assim, este estudo objetivou abordar os aspectos da hipertensão relacionada à obesidade antes e após a realização de cirurgia bariátrica. Tratou-se de um estudo descritivo, envolvendo indivíduos de ambos os gêneros, com idade superior a 18 anos submetidos à cirurgia bariátrica pelo método Fobi Capella com desvio de Y de Roux na cidade de Toledo-PR. Para tanto, responderam um questionário semiestruturado investigando dados sobre a pressão arterial. Os resultados demonstraram que no pré-operatório 66,66% dos avaliados apresentavam hipertensão, sendo os gêneros igualmente afetados, 46,66% referiram três ou mais sintomas da comorbidade e nível de estresse em 53,33% do público investigado. No pós-operatório os parâmetros de normalidade da pressão arterial foram evidenciados em todos os participantes, 57,14% deixaram de necessitar de medicação de controle e houve uma redução considerável do nível de estresse (36,66%). Concluindo que a cirurgia bariátrica compõe um tratamento altamente eficaz para perda ponderal de peso corroborando para normalização da pressão arterial, redução dos sintomas e da necessidade de tratamento medicamentoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v24i3.2020.7574