IMPORTÂNCIA DA GINÁSTICA LABORAL NA FLEXIBILIDADE DE COLUNA EM SERVIDORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Silas Seolin Dias, Martim Gomes Weber, Lucinar Jupir Forner Flores, Eduardo Vignoto Fernandes

Resumo


Introdução: os cuidados com os trabalhadores são uma importante questão de saúde pública. Objetivo: avaliar os efeitos da ginástica laboral (GL) na flexibilidade da coluna cervical e lombar de servidores do hospital universitário. Materiais e Métodos: trata-se de um estudo experimental. Participaram do estudo, 50 colaboradores distribuídos em dois grupos: Controle (CTL, n=25) e Experimental (EXP, n=25). O grupo CLT não participou das aulas de GL e o grupo EXP realizou 16 sessões de GL, quatro vezes por semana, por quatro semanas. A flexibilidade da coluna cervical e lombar dos participantes foi realizada em dois momentos, antes de iniciarem o programa de GL e após 16 sessões. Resultados: foi verificado que a prática de GL resultou em um aumento da flexibilidade cervical. Em relação a coluna lombar, o período de intervenção não impediu a redução da flexibilidade, no entanto, essa redução foi 50% menor no grupo EXP quando comparado ao grupo CTL. Conclusão: o programa de GL é uma estratégia de intervenção fundamental para a saúde do trabalhador, visto que a flexibilidade é um importante componente da atividade física relacionada à saúde.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v26i2.2022.8150

Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR