LEVANTAMENTO DA DISTRIBUIÇÃO DE MEDICAMENTOS A COMUNIDADE CARENTE NA FARMÁCIA DA PARTILHA DE UMUARAMA - PR

Cristiane Wendling, Thiago Kastell Mazeto, Julio Cezar Sartori Alves, Eliane Cavalcante Blasqui Gaioski, Arquimedes Gasparotto Junior, Emerson Luiz Botelho Lourenço

Resumo


O acesso aos medicamentos necessários à recuperação da saúde é um direito assegurado na maioria dos países. Entretanto, no Brasil esse direito tem um custo elevado para a imensa população de doentes em que se transformou a nossa nação. Atualmente, um terço da população mundial não tem acesso a benefícios que podem ser proporcionados por um tratamento farmacológico essencial. Nesse sentido, o acesso aos medicamentos, mesmo que essenciais, continua sendo um dos grandes problemas mundiais no campo sanitário. Portanto, a promoção destes deve ser suplementada pela disponibilidade de genéricos, e também com a criação de farmácias comunitárias, como estratégia importante para promover o acesso aos medicamentos. Com o intuito de buscar o direito a recuperação da saúde, a presente pesquisa fundamentou-se no levantamento de dados indicadores do número de unidades dispensadas, número de pessoas atendidas, e o valor com doações de medicamentos, que foram realizadas pela Farmácia da Partilha no período de 01 de janeiro de 2007 até 31 de dezembro de 2007, por meio das fichas de distribuição de medicamentos, que são preenchidas pelos estagiários na aquisição do medicamento pelo paciente, com as respectivas assinaturas. Os dados obtidos puderam demonstrar que foi atendido um maior número de pessoas no mês de agosto (1.441), e o maior número de unidades dispensadas também foi no mês de agosto (56.410). Os dados também demonstraram que a Farmácia da Partilha atendeu no ano de 2007 12.936 pessoas, dispensou 522.318 unidades e que o valor anual com doações de medicamentos foi de R$ 536.784,76.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v14i1.2010.3401