QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL: CAMINHO PARA A INCLUSÃO DE PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS

Luiz Roberto Prandi, Sônia Maria Moro do Nascimento, João Paulo Ferreira, Ana Carolina de Siqueira, Karina Wentland Dias

Resumo


A inclusão é um processo ao qual a sociedade se adapta para permitir a participação das pessoas em todos os seus setores, inclusive daquelas Pessoas com Necessidades Especiais (PNE’s), e estas, por sua vez, se preparam para assumir seus papéis na sociedade. O acesso de pessoas com deficiência ao mercado de trabalho é um dos aspectos do processo de inclusão, importante por proporcionar condições para a satisfação de suas necessidades básicas, a valorização de si mesmas e o desenvolvimento de suas potencialidades. As instituições especializadas, de caráter segregacionista, são criticadas pelos processos adotados na capacitação profissional de pessoas com necessidades especiais. Poucas oferecem escolarização para seus alunos, concentrando-se, em sua maioria, no desenvolvimento de habilidades básicas para o trabalho ou em capacitação profissional eventualmente diferente daquela exigida pelo mercado de trabalho. Este estudo tem por principal objetivo oportunizar o debate e a reflexão sobre a realidade das pessoas com deficiência na sociedade, com foco de estudo na integração dessas pessoas na universidade e no mercado de trabalho. O estudo mostra os avanços e as contradições encontradas na legislação brasileira, que são grandes lacunas as quais devem ser preenchidas com o propósito de facilitar a vida da pessoa com deficiência, principalmente quando se trata de acessibilidade; motivo este que, em suma, é o que mais impedem-nas de ingressarem e permanecerem na universidade e no mercado de trabalho. Necessário se faz deixar de lado suas limitações e passar a enxergar suas potencialidades.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/akrópolis.v22i1.5566