MAPEAMENTO DAS ESTRATÉGIAS EDUCATIVAS PARA ESTUDANTES DO ENSINO BÁSICO QUANTO AO PROCESSO DE DOAÇÃO E TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS E TECIDOS HUMANOS: REVISÃO INTEGRATIVA

Carlos Alexandre Curylofo Corsi, Elton Carlos Almeida, Sônia Maria Villela Bueno, Manoel Antônio dos Santos

Resumo


A negativa familiar para autorizar a doação de órgãos e tecidos chega a 43% no Brasil. Portanto, conscientizar a população por meio de estratégias educativas, pode resultar no aumento das doações. Objetivo: mapear estratégias educativas utilizadas para a conscientização de escolares da educação básica, sobre a temática da Doação/Transplante de Órgãos e Tecidos Humanos. A revisão integrativa da literatura, foi realizada por meio de buscas de estudos primários publicados entre 1990 e 2018 no portal PubMed e nas bases de dados SCOPUS, CINAHL, EMBASE, Web of Science, LILACS, BDENF e ADOLEC. Foram encontrados 1.331 registros, dos quais 14 foram selecionados. Os estudos descreveram 11 intervenções educativas: dinâmica de grupo; vídeo educativo; palestra com profissionais da área; palestra com candidatos, receptores e familiares; websites; folder explicativo; peça de teatro; intervenção realizada por professores em sala de aula; fábulas; criação de desenhos e premiações. Observou-se uma repetição seriada de 36 vezes, dentro de salas de aulas de sete países diferentes. Os resultados sugerem os benefícios de investir na educação do grupo investigado, no intuito de conscientizar escolares acerca da temática, para favorecer a ampliação das conversações na sociedade e a eventual tomada de decisão em aceitar, ou não, a doação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v24i3.2020.7426