ATENDIMENTO DAS NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NA VISÃO DOS PROFESSORES DO ENSINO REGULAR

Carla Alessandra Ruiz Leite, Elaine Campos Ruiz Leite, Luiz Roberto Prandi

Resumo


O presente artigo teve como objetivo identificar aspectos relevantes acerca da visão dos professores no atendimento às necessidades educacionais especiais, visando às potencialidades e limitações dos mesmos para atuação no ensino regular. Participaram da pesquisa 10 (dez) professores atuantes nas séries iniciais do Ensino Fundamental da Rede Estadual de Ensino na cidade de Umuarama-Paraná. Como critério de inclusão, optou-se pelos professores que trabalham com alunos que apresentam necessidades educacionais especiais, matriculados em sua sala de aula. Como técnica de coleta de dados, utilizou-se da observação participante, o registro de aulas em áudio e entrevistas. Os dados da pesquisa revelam que a construção de um sistema escolar inclusivo exige planejamento e o desenvolvimento do currículo escolar que conduza aos resultados esperados pelos profissionais da educação e de toda a sociedade. O discurso dos entrevistados e as observações realizadas inferem que a inclusão implica na reformulação de políticas educacionais e de implementação de projetos educacionais inclusivos, sendo o maior desafio estender a inclusão a um maior número de escolas, facilitando a inclusão de todos os cidadãos em uma sociedade na qual a diversidade está deixando de ser exceção. Ensinar o aluno com deficiência junto com os demais alunos é o grande desafio da Educação Inclusiva, pois é neste aspecto que a inclusão deixa de ser uma filosofia, uma ideologia ou uma política, tornando-se concreta em situações reais, envolvendo pessoas com necessidades específicas.

Texto completo:

PDF


Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR