DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM RELACIONADOS À COMPLICAÇÃO PERIOSTOMAL SEGUNDO NANDA: ANÁLISE CRÍTICA DAS HABILIDADES NECESSÁRIAS AO ENFERMEIRO

Vanessa Denardi Antoniassi Baldissera, Angela Maria de Almeida Nogueira, Franciele Oliveira Fernandes, Rafaela Dias de Araújo

Resumo


Ao assistir o paciente colostomizado, o enfermeiro utiliza o processo de enfermagem que possibilita, ao profi ssional enfermeiro,
assistência planejada, tanto ambulatorial quanto hospitalar. O atendimento a pacientes com colostomia presume a percepção de condições
clínicas consideradas patológicas, entre elas, as complicações periostomais. Este trabalho objetiva elencar os diagnósticos de enfermagem
relacionados às complicações periostomais, discutindo habilidades clínicas necessárias ao enfermeiro para a defi nição destes diagnósticos.
Diagnóstico de enfermagem é o estudo de algo, para determinação de sua natureza, necessário para o desenvolvimento de um plano de
cuidado de enfermagem. Para se defi nir os diagnósticos de enfermagem relativos a complicações periostomais se faz necessário que o
enfermeiro reconheça tais complicações. Os diagnósticos de enfermagem que se relacionam às complicações periostomais podem ser
integridade da pele prejudicada e risco para a integridade da pele prejudicada. A avaliação clínica do enfermeiro deve ser pormenorizada
para se identifi car alterações de pele já existentes, ou em risco de acontecer. Após a realização do diagnóstico de enfermagem é de suma
importância que o enfermeiro oriente o paciente para o autocuidado. O enfermeiro deve compreender os parâmetros de normalidade da
pele, saber realizar o exame físico e identifi car alterações da região do periostoma, a fi m de estabelecer o diagnóstico de enfermagem para
uma assistência de qualidade e individualizado. As habilidades de exame clínico dermatológico assumem principal destaque na avaliação
do enfermeiro para o paciente portador de íleo/colostomia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v11i1.2007.987